13 de dez de 2010

Encontro com a Poética Paraense

Uma das atividades que fez parte do Festival de Arte foi I Encontro com a Poética Paraense, organizado pela professoras lotadas no Espaço Biblioteca Marília Cruz e Lena Araújo e pela professora de Língua Portuguesa Graça Oliveira. Recebemos em nossa escola três queridos poetas: Juraci Siqueira, Rui do Carmo e Jeová de Barros. Esses arquitetos das palavras nos proporcionaram momentos de muita alegria e emoção, pois, vimos a poesia refletida nos olhos de nossos alunos, que, aliás, estão de parabéns pelo comprometimento e pela desenvoltura que demonstraram para que esse evento acontecesse e ter sido o sucesso que foi.


Aí vão alguns versos de agradecimento aos queridos poetas que participaram do nosso Sarau.

Encontro poético

Encontrei em confraria
Três poetas brincalhões
Cavaram risos de alegria
E plantaram emoções

Vi Juraci contar histórias
E o menino acreditar
Ouvi o boto cantar vitórias
E os olhos da aluna arregalar

Escutei a sedução do Rui
E os cochichos a rolar
Gargalhadas, em meio aos uis,
Avistei a menina suspirar

O Jeová é um encanto
Êta poeta gostoso de escutar!
Faz poesia até do pranto
Do amor então, o que dirá?

E nesse encontro de poesia
Uma semente foi plantada
Rogo agora a Virgem Maria
Que a escola fique inspirada

E que novos confrades
Venham a se formar
Embelezando nossas tardes
E tudo mais por cá.

Por: Lena Araújo

 

10 de dez de 2010

Festival de Arte 2010

No dia 25 de novembro vivemos sob uma atmosfera diferente. A arte estava no ar e em todos os ambientes de nossa escola; a direção, corpo técnico e de apoio, professores e alunos se deixaram levar pela imaginação, aliaram a isso sensibilidade e conhecimento, resultado: Festival de Arte 2010. Essa atividade acontece anualmente e tem caráter interdisciplinar, pois, há o envolvimento de professores de todas as áreas de conhecimento. Todos aguçaram seus olhares, empenhados em vislumbrar em suas disciplinas novas formas, sons e cores, enfim, todos estavam revestidos pela alma do artista, que tem, naturalmente, as mãos preparadas para lapidar as mais brutas pedras.

Munidos desse valioso empréstimo, o desafio foi lançado: transformar o cotidiano da escola em arte, extrair dos números, das experiências químicas, dos cálculos de física, das discussões que envolvem conhecimentos de história, geografia, sociologia e filosofia beleza e sensibilidade. Nossos “artistas” deixaram de lado a objetividade e mergulharam no mundo subjetivo das artes. Embebidos pela atmosfera que pairava sobre o ambiente, foram pincelando traços abstratos, esculpindo formas imprecisas, criando versos incompletos e enchendo de sensações todas as salas da escola.

Parabéns a todos que concretizaram essa idéia, e, por algumas horas, cultivaram emoções e distribuíram beleza, fazendo da escola uma verdadeira obra de arte.

Por: Lena Araújo

HISTÓRICO DA ESCOLA

O nome de nossa Escola advém do Educandário Eunice Weaver que desenvolvia um trabalho com os filhos de Hansenianos , onde a princípio a escola fora preparada para os mesmos, no qual foi cedido um pavilhão denominado Gurjão (1ª moradia dos filhos de rancenianos) que eram examinados e só passavam para as demais dependências quando fosse diagnosticado que não tinham contraído a doença.
Com o passar do tempo foi expandido para toda a Comunidade com a construção de mais salas de aulas, onde contamos com a figura relevante e marcante da Irmã Zenóbia Pinto Quezado.
Devido a este início não se pensou até hoje em trocar o seu nome. No antigo Gurjão funciona hoje as dependências administrativas.
A senhora Eunice Sousa Gabi Weaver foi a fundadora da Sociedade Eunice Weaver no Pará, Socióloga e Jornalista, Presidente durante 35 anos da Federação da defesa contra a Lepra.
A Escola foi fundada em 26/03/1961. Tem como atual diretora a Professora Maria de Fátima Simões da Silva, atendemos a uma clientela de 2654 alunos distribuídos em 3 turnos, atuando com ensino fundamental, ensino de jovens e adultos e ensino Médio.
Nossa Escola objetiva um ensino de qualidade assegurando a formação comum indispensável para o exercício da cidadania , fornecendo meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores.