22 de nov de 2011

FEIRA DE CIÊNCIAS 2011



No dia 18 de Novembro de 2011, foi realizada a I - Feira de Ciências, pelos alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio “Eunice Weaver”. Os temas abordados pelos grupos enfocaram o Meio Ambiente, a Saúde, os Sistemas Humanos , a Sociedade e suas Tecnologias.
Na feira, os grupos procuraram explanar de forma dinâmica os principais problemas relacionados ao tema “saúde e sociedade”, que hoje, como sabemos, corre o risco devido aos danos e uso irregular pelos seres humanos dos recursos naturais. Além das explicações, houve demonstrações de maquetes, cartazes e outros meios de apresentação visual e doação de lembranças ou mensagens sensibilizadoras no tocante ao uso sustentável de nossos recursos naturais, que ajudaram numa melhor compreensão, tanto dos demais alunos da escola quanto dos professores e equipe avaliadora.
Os grupos participantes da Feira objetivaram mostrar o quanto o problema da exploração desordenada afetará as nossas vidas. Afinal, se o meio em que vivemos afetado, é óbvio que todos, desde uma minhoca até os demais ecossistemas sofrerão. Buscaram falar o conceito, efeitos e conseqüências e formas de solução, inclusive as mais simples que podemos aderir no nosso modo de vida, “Cada um fazendo um pouco, haverá um grande resultado (...)”. Sua principal mensagem foi a preservação da VIDA.
A Feira de Ciências teve suma importância, não só para os alunos que participaram, mas também para os demais que foram prestigiar e avaliá-la, pois foi uma forma de abrir a mente dos jovens para a observância entre teoria e prática . E aqui fica a certeza da importância das atividades de laboratório, demonstrativas e investigativas, que são de extrema importância para chamar a atenção dos alunos no aprendizado de ciências. O que causou a curiosidade natural de alguns deles, levando a observar fenômenos e inferir sobre possíveis causas destes, de forma espontânea.
A participação de todos no processo e pesquisa dos estudantes é determinante para o sucesso e satisfação destes, já que eles vem na exposição de seus trabalhos, o clímax do processo científico. Os alunos do colégio aprendem mais do que simplesmente estudar teorias; aprenderem também a construir conhecimentos, descobrir o mundo, e fortalecer seus sonhos.
Desta forma, a referida Feira promoveu um maior contato dos estudantes com os diversos modos de como iniciar uma pesquisa e incentivar esses alunos à iniciação cientifica e por conseguinte descobrir os fenômenos e o porquê de seus eventos.
Por: Valmir Costa / Dulce Mendes
 

HISTÓRICO DA ESCOLA

O nome de nossa Escola advém do Educandário Eunice Weaver que desenvolvia um trabalho com os filhos de Hansenianos , onde a princípio a escola fora preparada para os mesmos, no qual foi cedido um pavilhão denominado Gurjão (1ª moradia dos filhos de rancenianos) que eram examinados e só passavam para as demais dependências quando fosse diagnosticado que não tinham contraído a doença.
Com o passar do tempo foi expandido para toda a Comunidade com a construção de mais salas de aulas, onde contamos com a figura relevante e marcante da Irmã Zenóbia Pinto Quezado.
Devido a este início não se pensou até hoje em trocar o seu nome. No antigo Gurjão funciona hoje as dependências administrativas.
A senhora Eunice Sousa Gabi Weaver foi a fundadora da Sociedade Eunice Weaver no Pará, Socióloga e Jornalista, Presidente durante 35 anos da Federação da defesa contra a Lepra.
A Escola foi fundada em 26/03/1961. Tem como atual diretora a Professora Maria de Fátima Simões da Silva, atendemos a uma clientela de 2654 alunos distribuídos em 3 turnos, atuando com ensino fundamental, ensino de jovens e adultos e ensino Médio.
Nossa Escola objetiva um ensino de qualidade assegurando a formação comum indispensável para o exercício da cidadania , fornecendo meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores.